23 de Julho de 2009
Quero encaminhar essa notícia para...

Publicada em 01/07/13

Queda dos cabelos pode ser sintoma de doença

A terapeuta capilar Sandra Maria da clínica Capilar Alto Stima, alerta que a diminuição dos cabelos pode ser uma doença chamada alopecia.

Ter uma boa aparência é algo essencial. Assim como as mulheres, os homens também procuram manter cuidados com a pele e principalmente com os cabelos. Muitas pessoas sofrem com problemas de queda de cabelo, sendo que alguns dos problemas causadores podem ser resolvidos com tratamento capilar. "No ambiente de trabalho, por exemplo, é fácil encontrar cabelos caídos em volta das cadeiras, na maioria das vezes são de mulheres, pois, elas não lavam diariamente e utilizam químicas que podem favorecer para esta queda. Já nos homens são encontrados fios de cabelos caídos nos ombros. Além da queda dos fios, há também o aparecimento de caspas, tanto em mulheres como nos homens, isso acontece porque não utilizam produtos específicos para seus cabelos," explica a Terapeuta Capilar da Clínica Capilar Alto Stima, Sandra Maria .

O tratamento capilar deve ser personalizado, pois as necessidades variam de acordo com o paciente. Inicialmente, deve-se fazer uma avaliação de cada caso, quando se analisam as condições gerais do cabelo, do couro cabeludo e da raiz. "Oleosidade excessiva, caspa, calvície, alopecia (perda de cabelo), oleosidade excessiva por desequilíbrio de glândulas sebáceas, cabelos desidratados, crescimento lento dos cabelos, tricoptilose (pontas duplas) e tricoptilomania (ato de arrancar os cabelos) são alguns dos problemas mais comuns," afirma Sandra.

De acordo com a especialista, na maioria das vezes a causa da perda dos cabelos pode estar relacionada à qualidade de vida. "Os regimes para emagrecimento, febre, infecções virais ou bacterianas, pós-doenças sistêmicas, pós-parto, alterações hormonais, anemia, stress físico ou emocional podem causar um desequilíbrio metabólico o que influência para uma doença chamada de alopecia, que se denomina a perda ou diminuição dos cabelos. A doença pode gerar um impacto na autoestima e até mesmo trazer sérias consequências emocionais tanto para os homens como também para as mulheres," disse.

Para atender as perspectivas daqueles que procuram resultados, existem tratamentos específicos. Em qualquer tratamento é necessário, em primeiro lugar, buscar a causa. Algumas doenças capilares dependem de tratamento médico, dependendo do problema, tratamento cosmético pode auxiliar, e é sempre indicado, isso pode prolongar os benefícios obtidos. "Trabalhamos com produtos próprios autorizados pela Anvisa, indicamos que o paciente procure uma clínica autorizada antes de iniciar qualquer tipo de tratamento capilar", explica Sandra.

A Terapia Capilar é um tratamento especifico para manter a saúde do couro cabeludo, comumente agredido por químicas, trações ou algum fator metabólico. Trata seborréia, caspa, queda intensa, previne e auxilia nos tratamentos de calvície masculina e feminina. A desintoxicação capilar e nutrição são alguns dos serviços utilizados no tratamento capilar e tem como finalidade tratar o cabelo desde a raíz. Para a restauração do fio utiliza-se a proteína e o verniz (que substitui a coloração).

DICAS PARA TER UM CABELO SAUDÁVEL:

Lavar os cabelos de duas a três vezes por semana, de forma correta, o enxágüe deve ser em abundância;

Utilizar shampoos e condicionadores para o seu tipo de cabelo e cuidar para não aplicar o condicionar diretamente no couro cabeludo;

Manter uma alimentação equilibrada, rica em proteínas, verduras, frutas e legumes;

Controlar o estresse;

Não escovar o cabelo com muita força e nem coçar o couro cabeludo com as unhas;

Não lavar o cabelo com água muito quente;

Cuidado ao usar receitas caseiras.


Informações para Imprensa:

Cristina Rocha


Assessoria de Comunicação
up@upcomunicacao.com.br

(62)91392390