23 de Julho de 2009
Quero encaminhar essa notícia para...

Publicada em 06/09/18

Campanha Nos Estados Unidos Gera Polêmica

Nike muda garoto propaganda e assunto repercute

Com o mote “Acredite em algo, mesmo que isso signifique sacrificar tudo”, chega às ruas a nova campanha publicitária da Nike, no início da nova temporada da Liga Nacional de Futebol americano, a NFL.

Tendo o quarterback, Colin Kaepernick, como novo garoto-propaganda, a empresa responsável pelo fornecimento dos uniformes das equipes parece ter comprado uma briga boa. Tudo pela gigantesca empena instalada na fachada da empresa em São Francisco (Califórnia) com o mote acima, uma adaptação do slogan principal da marca, “Just do it”.

O atleta é o centro de uma série de discussões polêmicas (que envolvem também o presidente Donald Trump), desde que iniciou um protesto de jogadores durante uma execução do Hino Nacional americano executado nos jogos. Kaepernick simplesmente se ajoelhou diante do público ao invés de se manter em pé, protestando pela desigualdade racial no país. Seu exemplo acabou sendo seguido por diversos outros jogadores, iniciando um movimento por todo o país. Trump, em referência ao ato, afirmou, no twitter que a falta de respeito para com o Hino Nacional deveria ser punida com demissão. A liga determinou, neste ano, que a norma a ser adotada é a de respeito para com o hino e o time que tiver jogadores envolvidos nesse tipo de ato será multado.

Afastado dos jogos há quase dois anos, Kaepernick também receberá royalties de uma linha de roupas patrocinada pela Nike com seu nome, além, é claro, do cachê como o novo garoto-propaganda da marca.

Jorge Luiz Mussolin