23 de Julho de 2009
Quero encaminhar essa notícia para...

Publicada em 25/06/20

Não Isole Seus Sentimentos

Badoo projeta mensagens de usuários em prédios de nove cidades brasileiras

O Badoo, App de relacionamento, deu voz a milhares de seus usuários no Brasil com a campanha “Não isole seus sentimentos”. A iniciativa - que visa celebrar as conexões interpessoais mesmo durante o distanciamento social, assim como empatia e cuidado coletivo - projetou mais de mil mensagens de amor e carinho em nove cidades brasileiras entre 23 a 25 de junho.

Para mostrar que as barreiras dos sentimentos são invisíveis, os usuários do app foram convidados a escrever palavras positivas para quem desejassem: um crush, aos vizinhos e até para o Brasil.

Cada recado enviado foi convertido em uma doação de R$ 1,00 - podendo chegar até R$ 50.000,00 - para o projeto “Corona no Paredão”, idealizado pela ONG Gerando Falcões. Apenas nas primeiras 24h de campanha, mais de 21 mil usuários já tinham aderido à campanha e, ao final de 4 dias, 1.024 mensagens foram selecionadas para as projeções que ocorreram em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza, Recife, Manaus, Porto Alegre, Belo Horizonte e Salvador. O conteúdo também será divulgado no nas redes sociais do Badoo.

A campanha Corona no Paredão, coordenada pela ONG Gerando Falcões, e com o apoio de iniciativas privadas, já beneficiou moradores de favelas em 11 Estados do país - Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Alagoas, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul. Até o momento, as doações equivalem  a mais de 320 mil cestas básicas digitais, que estão sendo distribuídas em favelas do país.

A cesta digital é um formato inovador que permite evitar filas e aglomerações na distribuição do benefício nestes tempos de Covid-19. Trata-se de um cartão, com uma carga de R$ 100, que pode ser usado pelas famílias para comprar os produtos de que mais necessitam. Os cartões receberão mais uma carga de R$ 100 – em junho, totalizando três meses de benefício. 

Jorge Luiz Mussolin